Estrelinha

(Letra: Léo Lago / Música: Tradicional)

Brilha, brilha, estrelinha
Queria qu’inda fosses minha
Foste tudo, outros dias,
Na minha vida tão vazia

Brilha, brilha, estrelinha
Triste esperança ao fim do dia
Sei que nunca irás voltar
Da distância onde tu estás

Sou viajante no escuro
Procurando um porto seguro
Já não sei onde caminhar
Sem tua luz a me guiar

Quando enfim o meu sol se por
Para onde irá todo o amor?
Brilhe sua luz até o fim
Quando eu voltar lá de onde eu vim

Brilha, brilha, estrelinha
Enquanto eu procuro a minha paz
Mesmo que já não sejas minha
Seja feliz onde tu estás

Brilha, brilha, estrelinha
Mesmo que já não sejas minha
Brilha, brilha, estrelinha
Mesmo que já não sejas minha


Foi adaptada de “Twinkle Twinkle Little Star” que por sua vez utiliza a melodia tradicional francesa “Ah! vous dirai-je, maman”.

Foi lançada no álbum Trifolium Incarnatum.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s